SOBRE O PROJETO

    “Nosso objetivo é melhorar a vida de um bilhão de pessoas ‘pobres de informação até 2030, posicionando 320 mil bibliotecas públicas do mundo em comunidades críticas, como ativos e fornecedores por meio de tecnologias relevantes”

Global Libraries

O projeto TÔ NA REDE é uma parceria entre o Instituto de Políticas Relacionais, com o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas e com a Fundação Bill e Melinda Gates que propõe melhorar e aumentar o engajamento das bibliotecas públicas com a comunidade e o uso de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) pelos funcionários da biblioteca, para melhor atender as necessidades de informação da comunidade.

A metodologia será participativa ao longo do projeto, com a participação dos funcionários e com o engajamento da comunidade para desenvolver conjuntamente um plano de atividades em um Guia de Referência para outras bibliotecas públicas do país replicar a iniciativa. O projeto piloto foi realizado em 12 meses em 3 cidades diferentes (Arapiraca – AL, Belém – PA e São Paulo – SP) de 2014 a 2016!

O desafio agora é multiplicar em outras bibliotecas , bairros , municípios  e estados

mapa tõ na rede debora

mapas 1   arvore

 

 

maos

PROBLEMA CENTRAL

As bibliotecas públicas no Brasil tiveram o foco em facilitar o acesso aos livros e incentivos à leitura e não no uso das TICs, nem para ser o centro de informação para suas comunidades. Jovens, particularmente em comunidades na periferia das grandes cidades e em cidades pequenas, têm falta de informação, comunicação e de acesso às iniciativas culturais, especialmente a informação que é relevante para o seu contexto local. Telecentros públicos e pontos comerciais de acesso digital, LAN houses, frequentemente atendem essas necessidades, sem qualquer orientação. A Comunidade em geral não sabe que existem computadores com acesso à internet e muito menos que podem ter informação na biblioteca pública. Acesso às TICs no Brasil aumentou, mas ainda há uma grande parte da população sem inclusão digital, 69% dos usuários de internet em classes sociais D e E acessam em pontos públicos de tecnologias da informação e da comunicação. (CGI.BR (Comitê Gestor da Internet no Brasil), 2011, p.154).

FTSP260115B1 (161) Os usuários das bibliotecas públicas utilizam principalmente os serviços de acesso ao livro e leitura. Porém há uma demanda da comunidade que não tem sido suprida que é o acesso à informação, tais como:serviço de acesso à internet, como utilizar computadores gratuitamente para busca de informações de como poderá solicitar documentos pessoais, carteira de identidade, de motorista, marcar consultas médicas, elaborar currículo para procura de emprego ou de geração de renda, informações sobre leis de proteção à mulher, à criança, ao deficiente e muitas outras informações.

O problema central é que o pessoal das das bibliotecas públicas brasileiras não estão preparados para se envolver com a comunidade, de formSlide25a a conhecer em profundidade as necessidades informação dos cidadãos e sua contexto. Além disso, não possuem habilidades para usar as TIC (uso básico do computador, internet, mídia social, conhecimento e escolher o software certo e implementação da educação a distância, etc) para atender às demandas locais para obter informações usando e / ou integrar as TIC nos seus serviços para a comunidade. Se os bibliotecários não se envolverem com a comunidade, eles não terão conhecimento das suas necessidades e a biblioteca pública não poderá exercer um novo papel no uso de TICs para a melhoria da qualidade de vida destas comunidades

METODOLOGIA 

A metodologia participativa será desenvolvida ao longo do projeto com a participação dos funcionários da biblioteca e com a comunidade, em especial os jovens da Comunidade em treinamento.

FTBe260115B5 (104)

A primeira fase do projeto será para aumentar a capacidade de engajamento de bibliotecários com a Comunidade, para que eles tenham melhor compreensão do contexto da Comunidade e utilizar a metodologia participativa para o estabelecimento de parcerias (com os governos locais, universidades, ONGs, comércio local e meios de comunicação etc).

Nós vamos mobilizar os funcionários da biblioteca para identificar seus talentos e demandas e membros da Comunidade para identificar as suas necessidades de informação e comunicação. Bibliotecários irão desenvolver um plano participativo de atividades com a Comunidade a ser divulgados a seus usuários para isso irão fazer um mapeamento das necSlide12essidades e parceiros locais relevantes para bibliotecas públicas. Como resultado, teremos um aumento no número de funcionários capazes de usar a metodologia participativa com a Comunidade.

 

Vamos estabelecer um “contrato de aprendizagem”: as regras que irão permear as atividades teóricas e práticas, tais como oficinas temáticas, palestras, vídeos, discussões em grupo, depoimentos e visitas de campo.

Na segunda etapa do projeto, será realizado treinamento sobre o uso da tecnologia a serviços de biblioteca. A biblioteca   pública irá aumentar a capacidade de integrar TICs no seus serviços e teremos bibliotecários e usuários treinados em TICs.

 Será criada uma rede entre as bibliotecas do projeto com outros parceiros para facilitar a comunicação para troca de informações, utilizando as plataformas existentes para integrar os bibliotecários municipais de diferentes regiões e coordenadores estaduais de bibliotecas com o SNBP (Sistema Nacional de Biblioteca Públicas) .

 

Slide13      FTAr121114B3 (11)      FTAr16012015B5 (46)             candi

 

TECNOLOGIA &  EQUIPAMENTOS 

 

Slide19Dentro de cada Biblioteca será estabelecido como uma estratégia de envolvimento da equipe da biblioteca com a Comunidade e como apoio das atividades a serem realizadas.Cada Biblioteca pública terá um espaço (uma área) que será instalado equipamentos e móveis para realização das atividades dos Treinamentos de Metodologia Participativa, TIC e Educomunicação. A biblioteca vai aumentar a capacidade de gerenciar as informações locais com bibliotecários treinados na gestão.

Este espaço terá acesso livre à internet com instalação de roteaFTSP160415B6 (6)dores Wi-Fi, computadores com programas conforme demanda e a necessidade de bibliotecários e membros da Comunidade.Serão criados regras para o uso e manutenção do equipamento.

Funcionários da Biblioteca selecionarão um grupo de usuários , jovens da Comunidade em cada região para o treinamento conjunto (Bibliotecários e Comunidade) de TICs e Educomunicação para coletar, classificar e disseminar informações da comunidade através uma campanha por meio de mídia social.

RESULTADO

O resultado será um melhor percepção da comunidade sobre como a biblioteca conhece as suas necessidades de informação.
A análise de indicadores do processo de avaliação das atividades do projeto piloto que resultará em um documento.
Este documento será um guia de recomendações do uso de uma metodologia participativa com potencial para gerar uma mudança real nos funcionários das bibliotecas para melhoria dos serviços conforme demandas da população.Este guia servirá como um parâmetro para outras bibliotecas replicarem a iniciativa.

 

Video sobre as atividades desenvolvidas e depoimentos dos participantes.