Voltar para o mapa principal

Espaço Cultural Coisas de Negro

O “Coisas de Negro” é um complexo cultural que existe há 15 anos, localizado no Distrito de Icoaraci, em Belém. Com traços de preservação da cultura afro-indígena, o espaço só passou a ser mais dinamizado há seis anos, quando o seu idealizador, Raimundo Piedade da Silva – cujo nome artístico é Nego Ray -, começou a convidar grupos para se apresentarem aos domingos em rodas de carimbó. Não demorou muito para que surgisse o próprio grupo de carimbó do espaço cultural, o Mundé. O trabalho se iniciou como momento de lazer e ganhou força, tendo hoje maior extensão social.

Nego Ray passou a fazer parcerias com pessoas da comunidade de Icoaraci e iniciou viagens por comunidades pobres do interior, para aprender mais sobre as raízes afro-indígenas, como novos sons e suas lutas contra as mazelas sociais; nessas localidades ensinou os adolescentes a produzirem instrumentos musicais com materiais retirados da natureza. Além disso, os adolescentes passaram a tocar os instrumentos e tornaram-se protagonistas das culturas populares peculiares às suas comunidades. Hoje, as rodas de carimbó continuam a acontecer todos os domingos e, além delas, no espaço cultural, todos os sábados, adolescentes de Icoaraci também participam de oficinas de confecção de instrumentos e aprendem a tocá-los.

Mais do que um espaço cultural, o “Coisas de Negro” trata-se de um movimento de resistência. Ali, as manifestações de crítica social têm vez. Os artistas produzem música engajada politicamente, denunciando as desigualdades sociais e a omissão do Estado. Nesse contexto surgiu o “Mundé Qultural”, grupo que segundo Ray faz um “som experimental”, misturando a pegada do tambor de carimbó com guitarras, bateria e baixo, esses três últimos instrumentos que formam a base do rock. O som resultante dessa fusão chamou a atenção dos jovens, que são o maior público do Mundé.

Links

Fechar

Vídeos

Fechar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mapa About